• 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
O Instituto

Conceitos que fundamentam a criação do instituto CR Almeida
Responsabilidade Social Empresarial

“É a forma de gestão que se define pela relação ética e transparente da empresa com todos os públicos com os quais ela se relaciona e pelo estabelecimento de metas empresariais que impulsionem o desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando recursos ambientais e culturais para as gerações futuras, respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais"

Instituto ETHOS.

Fatores que tornam a gestão socialmente responsável interessante para o setor privado:
  1. Na “nova economia” a responsabilidade social é vista como uma forma de gestão estratégica que propicia aperfeiçoamento dos serviços, inovação e gerenciamento de risco.
  2. Empresas com práticas socialmente responsáveis e sustentáveis em longo prazo habilitam-se ao ISE – Índice de Sustentabilidade da BOVESPA e destacam-se como um grupo preferencial para investidores afinados com essa política de gestão;
  3. Defesa da marca da empresa em resposta às pressões e demandas do terceiro setor, governo, mídia, consumidores, etc... cada vez mais intensas à partir do processo de globalização na década de 1980, como da “Revolução  da Comunicação” que o planeta experimenta no século XXI;
  4. Relação custo-benefício no momento em que as empresas identificam ganhos financeiros tangíveis por meio de melhores desempenhos social e ambiental;
  5. Estratégia de negócios quando a responsabilidade social é parte integrante de um planejamento a longo prazo das empresas.
Desenvolvimento Sustentável

“É o desenvolvimento que atende às necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras”.

John Elkington - consultor britânico, um dos precursores da responsabilidade social e ambiental nas grandes empresas.


 

Sustentabilidade das Organizações

É a forma de assegurar a perenidade do empreendimento com adequada remuneração do capital e continuidade do cumprimento de sua missão em longo prazo.
Abordagem de negócios orientada a criar valor para acionistas pela consideração e gestão de riscos inerentes ao desenvolvimento nas áreas econômica, ambiental e social.

Investimento Social Privado

O Instituto fundamenta sua atuação junto às comunidades do entorno das atividades das empresas do Grupo nos conceitos adotados pelo GIFE - Grupo de Institutos Fundações e Empresas:

"Investimento social privado é o repasse voluntário de recursos privados de forma planejada, monitorada e sistemática para projetos sociais, ambientais e culturais de interesse público.
Incluem-se neste universo as ações sociais protagonizadas por empresas, fundações e institutos de origem empresarial ou instituídos por famílias, comunidades ou indivíduos.
Os elementos fundamentais - intrínsecos ao conceito de investimento social privado - que diferenciam essa prática das ações assistencialistas são:

  • Preocupação com planejamento, monitoramento e avaliação dos projetos;
  • Estratégia voltada para resultados sustentáveis de impacto e transformação social;
  • Envolvimento da comunidade no desenvolvimento da ação.

O Investimento Social Privado pode ser alavancado por meio de incentivos fiscais concedidos pelo poder público e também pela alocação de recursos não-financeiros e intangíveis".

A comunidade é o alvo desses recursos para promover a emancipação de pessoas, em consequência, o exercício da cidadania.